Antipalavras
Poesia e microcontos

Foto de agora

Marcadores:
um vazio adiantado
no meio de mim
liquidificando entranhas
geladas
tornando estranho
alguém tão próximo
distante alguém conhecido

remodelo meu futuro
com pensamentos de
massinha de
modelar
modelos
de moda

não sou mendigo
mas queria esmola
migalhas
de sentimento

masoquista
masoquista
mas insatisfeito
2 comentarios:

você é puro talento!

gostando de seus blogs!


Postar um comentário

Antipalavras

Ou isso é poesia ou não é nada,
um nada absoluto que persiste
em tentar explicar tudo.

Mas um nada que não é ausência,
e sim, preenchimento ao contrário.

Assim como o mito, um nada
que é tudo, a poesia é um nada
superior ao vazio:
Antipalavra que anula a palavra comum,
resultando a realidade.

Essa é a função do poeta
equilibrar com antipalavras
um mundo construído por palavras
para que a ilusão em que todos vivem
adquira existência.

Anti-herói

Minha foto
Escrevo poesias, contos e crônicas. Toco piano na banda Reino Elétron. Sou formado em Letras e faço Jornalismo na Universidade de Passo Fundo

Antimarcadores

Antipeixes


AntiTwitter

    Siga-me no Twitter

    Receba por e-mail

    Antisseguidores